Parem de subestimar os seus prejuízos!

Prefácio: Este texto foi originalmente escrito para a comunidade Faria Lima Bets, do Reddit. A versão tupiniquim do famoso Wall Street Bets e um adorável ponto de encontro para pessoas que gostam de perder dinheiro nos mercados financeiros. :=)

Clique aqui para ver este texto lá.


Meus caros amigos símios,

Lamento informar, mas vocês estão subestimando o tamanho dos seus, tão arduamente conquistados, prejuízos.

Vejam, qualquer ativo pode ser usado como unidade de medida para medir o valor de qualquer outro ativo.

Quando vocês medem os seus prejuízos em reais, estão comparando o seu prejuízo contra um ativo que também só dá prejuízo — o real!

Uma referência mais racional seria a média do mercado global de ações, que hoje em dia pode ser facilmente atingidas, a baixo custo, por ETFs acumuladoras irlandesas.

O prejuízo de quem comprou Magalu deve ser medido contra algo como o S&P 500 ou o MSCI World, e não contra um ativo extremamente volátil — e que sempre dá prejuízo em relação ao nosso custo de vida — quanto o real.

Para facilitar a sua vida, convido-os a experimentarem A Planilha da Capivara.

Com ela, vocês podem simular o quanto o seu patrimônio estaria valendo hoje se tivessem simplesmente estacionado sua riqueza no mercado global de ações, ao invés de tentar a última estratégia de day-trade, swing-trade, algo-trade ou crypto-token-swaps da vida.

É isso amigos, não subestimem os seus prejuízos. Eles podem ser muito maiores do que vocês imaginam. Usar apenas o real como unidade de medida é uma arbitrariedade que não faz o menor sentido.

Investimento longo e próspero!

— Capivara 🖖💎

PS: Para facilitar o seu trabalho, eu criei 3 planilhas para simular onde estaria hoje o patrimônio de alguém que começou a investir regularmente a partir de janeiro de 2019. O primeiro exemplo considera aportes mensais de aproximadamente 500 reais; o segundo de 2.000; e o terceiro de 5.000 reais.

Resumindo, a pessoa que investiu 500 por mês por três anos teria hoje 30.455 reais. Quem aportou 2 mil por mês teria 120.700 reais. Por fim, os sortudos que mandaram para o mercado global de empresas 5k por mês, desde 2019, teriam hoje 303.240 reais.

PS: retornos passados não são garantia de retornos futuros, os retornos médios do mercado global de ações dos últimos 3 anos foram excelentes, ninguém sabe como serão os retornos dos próximos 3 anos.

PS: Aí você me pergunta: “Mas capivara, se eu moro no Brasil eu não devo usar o Real como referência?”

Usar o real como unidade de medida é uma arbitrariedade comum das pessoas que moram no Brasil, porém, será que faz sentido usar uma moeda cujo valor varia tanto em relação ao nosso custo de vida — e de forma tão imprevisível?

Acredito que faz mais sentido tentar raciocinar e me planejar usando unidades de medida que variem menos conforme o meu custo de vida, por isso faço todos as minhas contas em dólar. Mas, tecnicamente, nada impede que eu usasse outras unidades de medida mais exóticas, como cabeças de gado, apartamentos em Copa-Cabana, bananas, Playstations, carros populares, Lambos, ou qualquer outra coisa que tenha valor.

2 comentários

  1. Caríssima Capivara,
    Estou adorando ler os posts e estou aprendendo bastante.
    Agradeço por disponibilizar parte do seu tempo pra ajudar e ensinar outras pessoas a investir de forma eficiente no exterior.
    Tenho duas dúvidas e quando tiver um tempinho gostaria que me ajudasse:
    1. Além dos custos usuais na negociação dos ativos e a atenção quanto ao Fisco aqui do Brasil, há algum tributo que devemos nos atentar que pode ser cobrado no exterior?
    2. Não sei se está nos seus planos mas poderia disponibilizar no futuro um tutorial sobre a abertura de conta no Interactive Brokers?

    Mais uma vez obrigadão!

    1. Caro Ricardo,

      Para ETFs de acumulação, não há nenhum tributo cobrado no exterior. Para ETFs americanas ou ações individuais que distribuem dividendos, será descontado automaticamente imposto de 30% sobre os dividendos distribuídos.

      Do ponto de vista burocrático, a única coisa que tem que fazer é preencher um formulário para o fisco americano de tempos em tempos (acho que a cada dois ou três anos). O formulário chama-se WB8EN e a corretora irá te lembrar de preenchê-lo quando necessário.

      Quando tiver um pouco mais de tempo livre penso em fazer um tutorial sim, acho que seria útil para muita gente. Mas adianto que a dúvida mais comum de quem abre a conta lá é o significado de “tax identification number”, que é o seu CPF. De resto, acho que não tem muito mistério.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.