A Planilha da Capivara

Hey amigos!

A Planilha da Capivara

Esta planilha é uma evolução da que eu mesma usava para acompanhar o meu portfólio desde 2018. Porém, sabem como é, né? Planilhas que fazemos para nós mesmos é uma zona que só o autor entende.  

Os leitores deste site merecem algo melhor e mais organizado. Assim, passei os últimos dias trabalhando sobre a ideia de criar uma planilha para pessoas que investem seguindo a filosofia da República das Capivaras. Uma filosofia minimalista, bayesiana e focada na independência financeira com investimento global em ETFs acumuladoras irlandesas.

A ideia principal foi tentar criar uma ferramenta que seja intuitiva e esclarecedora. Um documento que o investidor possa abrir, ver os exemplos e deduzir por conta própria os mecanismos e significados contidos na planilha. Tentei manter acessível até para aqueles que não manjam muito de Excel.

Outro princípio norteador foi o minimalismo. Focar no que é útil, omitir o que é supérfluo, automatizar o máximo de processos e minimizar a entrada de dados. Os mais atentos notarão que houve intenção em não incluir informações que possam induzir o investidor a erro. Note que colunas podem ser escondidas ou reveladas a gosto do freguês. Eu mesmo mantenho a maioria das colunas escondidas no meu dia a dia.   


A planilha:

Uma breve demonstração da planilha

A planilha é dividida em três seções principais: Passado, ETFs e Futuro.

No “Passado” o investidor manterá um registro das compras e vendas dos seus ativos, bem como o pagamento de comissões e taxa de câmbio (informações que serão úteis na declaração do imposto de renda).

Em “ETFs” ele encontra todas as informações necessárias para escolher qual ETF comprar no – sempre saudoso – dia do aporte. É possível informar o valor disponível para aporte e a planilha lhe mostra quantas cotas de cada ETF podem ser compradas. Ao lado está o troco que sobraria caso o investidor compre aquela quantidade de ETFs. A princípio, quanto menos sobrar de troco melhor.

Em “Futuro” olhamos juntos numa bola de cristal para tentar prever quanto tempo levará para uma pessoa atingir a independência financeira levando em consideração a sua capacidade de aportes na fase de acumulação, e o valor do saque desejado na aposentadoria. Não esqueça de alterar a data de transição entre aportes e saques depois que você preencher a planilha com os seus valores desejados.

Clique aqui para baixar A Planilha da Capivara para Excel.

Algumas funções só funcionarão com Excel 2019 ou mais novo. Teste na versão gratuita do Excel Web e não encontrei nenhum erro.

– Capivara! 💎🖖

Bônus: A aba “IR” cria automaticamente os dados e o texto que você irá precisar para declarar os seus ativos na aba bens e direitos do seu imposto de renda. Nada mal para uma capivara, huh?!

PS: Viu a planilha e ficou com dúvidas? Manda aí nos comentários para nortear os próximos textos.

PS: A planilha ainda está na versão beta. É bem possível que tenham erros. Caso encontre algum, diz aí que eu corrijo.

13 comentários

  1. Começando a investir em ETFs irlandeses… seguindo os passos da Capivara. Grato pelos ensinamentos.

  2. Meus parabéns pela iniciativa.
    Estou iniciando nesse caminho, planejando uma aposentadoria decente, e essa planilha vai ajudar demais.

    Muito obrigado!

  3. Bom dia Capivara!

    Tenho 21 anos e meu negócio próprio ao qual comecei no final de 2019(está no começo ainda, nada muito concreto. Mas já tem me gerado uma renda de R$2k mês). Sempre me interessei por investimentos porém sempre achei que era coisa demais para minha cabeça o modo como era mostrado no YouTube pelos YouTuberzinhos que conhecemos… dito isso acabou que nunca investi e meu patrimônio está lá na poupança perdendo valor a cada ano pela inflação.
    Graças a você através do Reddit conheci os tais ETFs Irlandeses e achei sensacional a sua didática bem como a estratégia de investir em ETFs sem esquentar a cabeça/perder tempo analisando “trocentas coisas” quando se faz Stock Picking.
    Dito isso, gostaria de começar a transferir mensalmente… aos poucos tudo que possuo acumulado na poupança(R$40k) para os investimentos no exterior.

    Qual seria a melhor forma para eu fazer isto, dividir meu patrimônio em 12 partes, 24, 36+ !?

    Colocando em IWDA, CSPX e EIMI.

    Não sei se poderá responder isto, mas de qualquer forma… lhe agradeço por todo o esforço e contribuição que faz com suas postagens. Obrigado! =)

    1. Caro Nobody,

      acho que já respondi a sua pergunta no comentário do Joel. Boa sorte na sua jornada, amigo! E parabéns por estar começando cedo.

  4. Olá Capivara!

    Obrigado por ter compartilhado sua planilha conosco meros mortais, será de excelente ajuda! Muito bem organizada e o diferencial de compor a parte do imposto de renda foi fenomenal.

    Sobre a estratégia de investir em ETFs, poderia me sanar uma dúvida ? Por gentileza. Tenho dúvida na questão se compro tudo que posso agora… no meu caso somente VWRA ou se vou fazendo preço médio ao longo dos meses com compras mensais. Obrigado Capivara!

    1. Obrigado pelo comentário.

      Estatisticamente vale mais a pena mandar tudo de uma vez. Porém, sempre existe o risco de uma crise estar próxima e haver uma queda considerável. Depende da sua tolerância a risco e do seu objetivo. Se você for o mesmo do comentário do Nobody abaixo, e tem 21 anos, eu acho mais racional mandar tudo de uma vez. Mas, você deve se perguntar como você se sentiria se houver uma crise nesse ano, como isso iria te afetar psicologicamente. Se você acha que ficaria tranquilo sabendo que a sua estratégia é de longo prazo, faz mais sentindo mandar tudo de uma vez, se você acha que ficaria ansioso, pode fazer mais sentido dividir em parcelas para diluir o risco.

      Esse artigo no wiki do Bogleheads entra mais em detalhes sobre esse assunto: https://www.bogleheads.org/wiki/Dollar_cost_averaging

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.